Quinta-feira, 17 de Abril de 2008

Minha família, minha alegria!

Até há bem pouco tempo a minha vida não era assim tão preenchida. E eu sei que não era nem de longe nem de perto tão feliz.

 

Tinha a minha grande arma: a minha independência! Era livre de decidir onde ir e quando chegar. Pagava sozinha todas as minhas contas e fazia por não ter dívidas. Tinha meia dúzia de bons amigos e rodeava-me deles sempre que podia.

 

A minha família desfez-se cedo e as personalidades fortes de cada um ditaram o nosso afastamento. O orgulho, a mágoa e um pouco de ignorância à mistura fizeram com que não se conseguissem preservar laços de sangue (que sempre achei que seriam tão importantes na minha vida).

 

Não interessa... aprendi a viver de novo. Sozinha.

 

Primeiro o meu irmão juntou-se com uma miúda que vimos crescer ao nosso lado e que toda a minha vida esteve ali perto de nós, mas sem termos contruído uma amizade forte (talvez pelos anos que temos de diferença e que pesam tanto quando somos crianças). E eu ganhei uma irmã, a Sofia. Tenho uma imensa admiração por esta pessoa simples, genuína e franca que não esconde nada, que não tem duplos sentidos nas frases, que também sofreu e amargou com a sua própria família, mas que deu a volta por cima e soube agarrar os seus sonhos e a sua felicidade.

E com esta amizade e este carinho que foram crescendo, também o meu irmão se tornou novamente meu irmão de sangue.

E hoje vemo-nos com frequência, sentamo-nos a conversar como duas pessoas civilizadas e já nos entendemos para lá das palavras.

 

Nunca vou esquecer o momento em que disse ao meu irmão que estava grávida e ele me abraçou, quase a chorar de tão feliz que estava por mim.

 

 

Com a minha noção de família um pouco "coxa" eu andava à procura da minha própria família. Da minha identidade num grupo de pessoas que se amam para além de todos os defeitos e feitios que são inevitavelmente nossos e que nos tornam únicos e especiais.

 

Custou... a pessoa que eu escolhi demorou a escolher-me a mim. Mas se eu nasci e cresci no meio dos problemas de uma família instável, quem era eu para negar esta luta? Para provar ao meu amor e ao mundo o meu valor como ser humano?

E acho que ganhei. Hoje tenho um Marido com M Maiúsculo. E com ele ganhei uma familia Grande... nas pessoas e nos corações.

 

Gosto de todos... mãe, pai, irmãs, sobrinhos, tias, tios, primos... não há ninguém que eu não adore. Se não me achassem maluca, abraçava-os a todos muito muito quando os visse :-)

 

PS - eu sou mesmo maluca, mas evitem divulgar :-)

 

Tudo isto para dizer que hoje eu sinto-me uma mulher realizada pessoalmente. Tenho uma família que me proteje e que ama. Tenho amigos (muitos e bons) que me acompanham e me ajudam a ultrapassar os momentos menos bons com as melhores piadas! Tenho um Marido que muito amo e até tenho um sobrinho e uma sobrinha que são o meu orgulho! Lindos, inteligentes, alegres e SOBRETUDO...felizes!

 

Pena é que um acha que eu vou parir um ornitorrinco preto e a outra em vez de dizer TIA diz: pato, gato, sapato e o diabo a quatro...TIA é que não!!!

Eu prometo que conto a história do ornitorrinco num próximo post...é imperdível!

 

Tenho a minha família. É uma família complicada mas que adoro... e sei que o próximo elemento da nossa família vai ser com certeza amado e desejado por todos...e vai com certeza, também ele(a) ser muito feliz!

 

Um beijo para todos.

 

Publicado por Marita às 19:27
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
3 comentários:
De Tia Raffa a 18 de Abril de 2008 às 17:21
Que post tão Lindo!! :'-) ...Até vou cantar um bocadinho!: "tenho uma lágrima no canto do olho...tenho uma lágrimano canto do olho..." Hehehe.
A parte nova da família, tanto qto sei, tb te adora! já viste a coinciencia! :)
Por favor!! Venha de lá a história do ornitorrinco! LOL
De Tia Xana a 19 de Abril de 2008 às 02:49
Olha....já estou a ficar preocupada com este blog....pois não há vez que aqui venha e não desate a chorar que nem uma Madalena arrependida....Ora porque fez o teste....e descreve isso de tal forma que me faz reviver essa emoção fantástica e brutal que é ....descobrir que foste abençoada com essa capacidade de gerar um ser...e que ele está lá... um coração a bater....dentro de ti....
Ora porque dá uma taça ao meu mano...e eu acho que ele a merece taaaaannnnntttoooo ...
(se me tivessem dito quando eu tinha 16 anos que ALGUMA vez eu iria dizer isto sobre o "freak" do meu mano eu preferia que me rapassem o cabelo!!! )...e fico tão feliz por aquele miúdo lingrinhas que pegava fogo aos panos da cozinha e me perseguia com a faca da cozinha..(medo, medo!!!) se ter transformado nesta pessoa bonita,com um coração ENORME...e mais difícil ainda...ter encontrado alguém com um coração igualmente bonito e tão GRANDE quanto o dele ...( e tão "freak" também!!!!) :-)))
E...finalmente....no último post ....porque
no fundo a tua história é hoje também a nossa história... e traz com ela também a história do meu irmão e a história de todos nós...(de uma forma ou de outra)... e quando a lemos voltamos a acreditar em finais felizes...e isso é MUITO BOM!! OBRIGADA,querida cunhada....por teres essa capacidade tão grande de receber, dar e demonstrar AMOR!!! Também te AMO MUITO!!!Venha lá a história do ornintorrinco prá malta se rir um bocadinho.. pra variar!!!
De HappyDaddy a 21 de Abril de 2008 às 12:44
"AMO-TE DE TODO O MEU CORAÇÃO", é o que me ocorre dizer e expressa bem aquilo que sinto por ti :-)

Comentar post

.Mais sobre mim

.Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.Posts recentes

. Momentos

. EUROMILHÕES! EUROMILHÕES!

. ORA VEJAM SÓ!

. Desta vez é sobre mim...

. CONTAGEM DECRESCENTE

.Arquivos

. Julho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.tags

. todas as tags

.Favoritos

. Minha filha, meu tesouro

. AI, O NATAL, O NATAL...

.Links

.subscrever feeds