Segunda-feira, 23 de Março de 2009

CONTAGEM DECRESCENTE

 

It's the final countdown...

 

...Conhecem essa musica? Pois é... tem estado a tocar na minha cabeça incessantemente nos ultimos dias. A Sara já fez 4 meses (caramba , para onde vai o tempo??) e não tarda nada já volto ao trabalho.

Ainda ontem o meu marido me disse: "Já viste? Já só faltam 3 semanas para ires trabalhar."

O QUÊ???? SEMANAS??? JÁ ESTOU REDUZIDA A SEMANAS???

De cada vez que paro para pensar nisso fico com o coração apertadooooooo... fico com um nó no estômago e confesso que me veem as lágrimas aos olhos... eu bem tento evitar estas cenas lamechas de mãe-galinha mas é mais forte do que eu.

Ainda estou num estado de total arrebatamento com a minha filha, sabem como é? Aquela felicidade sublime, aquelas borboletas no estômago, aquela vontade de a abraçar e beijar constantemente... como no primeiro momento em que a vi.

 

Já a levei ao colégio umas quantas vezes (estou muito orgulhosa de mim, porque pensei que não fosse capaz de o fazer mais do que uma ou duas vezes num mês!)

O primeiro dia foi uma vergonha... deixei-a lá com o meu marido e enquanto estive no colégio portei-me como uma verdadeira senhora (estas expressões "uma verdadeira senhora, matam-me... é que eu ainda sinto que tenho 16 anos... Recuso-me a aceitar esta condição de mega adulta... nem na escrita! São palavras-tabu para mim!)

O pior mesmo foi quando saí pelo portão da creche e me vi sem a Sara... e pensei que ia ter de fazer aquilo todos os dias quando fosse trabalhar... e que ela ia chorar e eu não ia poder estar lá para a consolar de imediato... ai!!!

Ainda me aguentei até chegar ao carro, mas assim que o Tozé me perguntou: "então?Custou muito?" - fez de propósito, o pulha!!! - comecei a chorar.

É lóooogico que se fartou de gozar comigo. "São só três horas, Mara!" Pois é marido, mas e depois? Quando forem 12? Quando for outra pessoa a alimenta-la que não eu? Quando ela rir, falar, andar e eu não estiver lá para ver? É isso que me entristece...

 

MAS PORQUE É QUE NÃO ME SAI O EUROMILHÕES?????????????

 

A Sara gosta da creche. Pelo menos não chora quando a deixo e não olha para mim como a sua salvadora mais-que-tudo quando a vou buscar. Farta-se de distribuir sorrisos às educadores e auxiliares e é a caçulinha da sala. No dia do pai fomos passar um bocadinho com ela à creche e o pai recebeu duas prendas muito bonitas: um cartão feito pelas educadoras com uns dizeres sobre o dia do pai e a marca do pézinho da Sara (adorei o cartão!) e um avental com a foto da Sara a dizer : Adoro-te papá.

 

Ficou tão lindinha no avental que eu fiquei cheia de inveja!!! Nunca mais chega o dia da mãe, caraças!

O único dia difícil para a Sara foi o da visita do professor de música...parece que o senhor e os seus instrumentos assustaram a miúda de tal maneira que quando a fui buscar ainda soluçava, tadinha... não me mostrou os dentes (salvo seja, que ainda não os tem) até chegarmos a casa e em vez disso lançava um ou dois soluços, como a dizer "Magoei, mãezinha...deixaste-me lá com o senhor dos instrumentos e eu tive medo..."

Chegou a casa, mal mamou e dormiu três horas e meia para descomprimir. Assustadiça! :-)

 

Quando à alimentação, a Sara ainda só mama do meu leitinho. Já consegui retirar e congelar algum leite (mas ainda não o suficiente para ficar um dia inteiro na creche a mamar leite materno exclusivamente) e até já levei um dia o leite para a creche para que experimentassem a dar-lho pelo biberon. Bebeu tudinho e aparentemente não se queixou por não me ter perto dela... eu é que fiquei cheia de saudades de a ter pertinho de mim... mas pronto! Tem de ser...

 

Para não dar uma de mãe psicótica, inscrevi-me num ginásio perto da creche e agora vou lá sempre que a deixo. Assim ao menos mantenho-me distraída e faço alguma coisa por mim. Porque se fico em casa sozinha, ao fim de meia hora já me apetece ir busca-la, e não pode ser!

 

Hoje a minha menina ficou em casa comigo. acordou constipada e preferi não a levar. Estamos as duas em casa a lutar contra o tempo, esse pulha, esse crápula, esse biltre, esse cafageste, esse troglodita, esse..., esse..., esse..., esse tudo de mau que se diz nas novelas e que é politicamente correcto, porque afinal este é um baby blog! :-)

Eu e a Sara estamos a lutar contra ele com todas as nossas forças.... com muitos beijinhos, sorrisos, brincadeiras e soninhos descansados...

 

... mas a música teima em tocar nos meus ouvidos, como uma mosca teimosa que nos persegue e chateia e não vai embora por mais que a enxotemos...

 

...it's the final countdown...tan-ta-na-naaaaaa...tan-ta-na-na-naaaaa...

Publicado por Marita às 16:41
Link do post | Adicionar aos favoritos
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.Mais sobre mim

.Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.Posts recentes

. Momentos

. EUROMILHÕES! EUROMILHÕES!

. ORA VEJAM SÓ!

. Desta vez é sobre mim...

. CONTAGEM DECRESCENTE

.Arquivos

. Julho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.tags

. todas as tags

.Favoritos

. Minha filha, meu tesouro

. AI, O NATAL, O NATAL...

.Links

.subscrever feeds