Domingo, 9 de Novembro de 2008

O meu bebé era assim em Julho...como será daqui a uns dias?

 

Esta é a Sara... a tão ansiada Sara Vicente Figueiredo.

Há dois dias que o rolhão mucoso está a sair... ao que parece já tenho uns dois dedos de dilatação mas a safadita está lá dentro tão quentinha que não lhe apetece espremer-se toda e vir conhecer o resto da família.

Já está toda a gente ansiosa e expectante. Recebo um sem numero de telefonemas e mensagens por dia: "Então? Ainda não?" É o que toda a gente me pergunta.

Tenham calma... eu é que deveria estar nervosa!

Mas estranhamente... não estou.

Quero viver intensamente todos estes momentos finais da gravidez. Quero despedir-me da minha filha dentro de mim. Protege-la a 100% enquanto posso. Dar-lhe tudo de mim enquanto a carrego cá dentro. Para depois a poder colocar no mundo naturalmente.

Sobre a gravidez já não há muito mais para viver... o médico diz-me que da próxima quarta-feira já não passa!

Eu confesso que já estou no limite das minhas forças... acordo mais cansada do que adormeci (quando consigo dormir)...com as pernas a doer, os pés e as mãos inchadas e a incrivel e inesgotavel sensação de peso a mais...

Qualquer movimento é um dilema. Estou a par e passo com uma baleia encalhada!

E a capacidade da bexiga também já não é a mesma há imenso tempo! Acordo de noite e vou às cabeçadas até ao wc às vezes mais do que uma vez por noite.

Apesar de gastar litros e litros de cremes anti-estrias, o meu corpo cedeu nas zonas mais frágeis...mas não faz mal. Tenho tempo para tentar minimizar estes efeitos da gravidez e além disso, de todas as marcas que trago no corpo, fruto de umas quantas histórias de infância, adolescencia e juventude, estas são as mais preciosas.

 

O pai já está mortinho por ter a sua menina nos braços. Ainda ontem via umas fotografias do Diogo quando era mais pequenino e me dizia que mal podia esperar para ter a filha assim, no seu colo, para a poder beijar e abraçar até ela se cansar...

E eu mal posso esperar para poder guardar na memória a imagem dos dois maiores amores da minha vida perto de mim... abraçados, sorridentes, felizes e amados.,

Não é a imagem perfeita?

Ele disse-me que para este domingo ser o mais perfeito de todos, bastava o Sporting ganhar ao Porto e a Sara nascer... nunca se sabe marido...ainda agora são 21:25 e o Sporting já está a ganhar 1-0 :-)

Já tenho tudo mais que preparado para a chegada da piknina... as malas com tudo e mais alguma coisa para a Sara e para mim, a caminha, as roupinhas, a banheira e o trocador.tudo, tudo, tudo!

A verdade é que tive muitas ajudas preciosas de colegas, amigos e familiares que me cederam um montão de coisinhas de bébé! Nem sei como teríamos feito para comprar as coisas todas que eram precisas, não fosse a boa vontade destas pessoas.

Mas de facto é nestes momentos que vemos quem está lá para nós... quem se preocupa genuínamente connosco e quem deseja realmente aliviar o fardo das despesas e participar na alegria que é trazer um filho ao mundo.

Não posso deixar de agradecer à minha amiga Vanda e às minhas colegas Luisa e Susana que foram umas porreiras e me cederam imensa roupa de grávida. O dinheiro não abunda e de facto estas roupas não são baratinhas!! Mas se andei confortável durante toda a gravidez bem posso agradecer-lhes!

Houve alturas em que só me apetecia vestir uma t-shirt do Tozé e sair assim mesmo para a rua! de t-shirt, cuecas de grávida e pantufas!! Havia de ser a notícia de abertura na TVI :-)

Mas os agrdecimentos não ficam por aqui. À Susana um muito obrigado... ela é uma colega muito querida que sempre se preocupou comigo, com a minha saude e estado de espírito. Quando eu trabalhava até me esquecer das horas no escritório era ela que me obrigava a fechar o PC e zarpar para casa. E sempre fez questão de me perguntar como eu estava, se as consultas tinham corrido bem, como estava o Tozé...E foi ela que me deu a caminha da Sara,muitas roupinhas, brinquedos, um esterilizador, a bomba, o intercomunicador e muitas outras coisas que tanta falta fazem nesta altura!

Espantados com as minhas amigas? E se eu vos disser que ainda nem vou a meio dos agradecimentos?

A minha colega Sónia também se revelou uma amiga de mão cheia! Graças a ela tenho uma banheira com trocador (bem gira!!) e montes de lençois, edredons, babetes, mantinhas e tantas outras coisinhas importantes!

As minhas cunhadas Sofia e Alexandra deram praticamente toda a roupa dos primeiros meses para a Sara! A piki vai andar toda fashion com as coisinhas que herdou dos primos e eu vou preocupar-me só com o mais importante: traze-la feliz e saudável pertinho de mim a toda a hora sem ficar a stressar com as roupas em falta e por lavar.

Também a nossa amiga Teresinha (que já é praticamente familia) se fartou de dar roupinha à Sara! Ele é ralph lauren, Versace, levi's, Timberland, petit patapon, cenoura, jacadi, pré natal, Zara... é só griffe pá miúda :-)

E tem ali roupa até ir para a escola!!!!

O meu irmão (que está quase tão ansioso como o Tozé para ver a sua sobrinha bébé) esteve sempre lá quando precisei. Ainda hoje cá veio a casa ajudar a colocar umas cortinas nas janelas. Trouxe a minha sobrinha Matilde com ele. Se ele gostar tanto da Sara como eu gosto da Matiti, vou ter grandes dificuldades em arrancar-lha dos braços :-)

 

Este momento da minha vida deu para reforçar laços de amizade e descobrir outras novas mas igualmente genuínas.

Confesso, porém, que os meus amigos não me surpreenderam. Porque eu os conheço e sei que nunca deixarão de estar ao meu lado, seja para contribuir com bens materias se for preciso, seja para me darem ânimo e força nos momentos mais dificeis da minha vida ou partilharem com a mesma alegria os momentos mais felizes.

 

Não há palavras suficientes para agradecer a todas as pessoas que viveram a minha gravidez como se fosse a sua... muitos foram os amigos e colegas que no meio das suas vidas atarefadas se lembraram de mim e da Sara e fizeram questão de me dar uma lembrança: uma roupinha, uma caixinha de madeira, umas botinhas,  um livro, uma toalhinha,um DVD ou até mesmo um (não menos importante) conselho,um telefonema, mail, sms...

Aos meus colegas de trabalho agradeço a paciência que tiveram para me aturar enquanto lhes contava ao pormenor todas as etapas da minha gravidez! Em especial à Ana Afonso e à Elisabete (que vão ser seguramente as duas fadas-madrinhas da Sarita).

 

Quando andava a morrer de enjoos nos primeiros 3 meses, eles estiveram lá para mim: a insistir para eu comer bem, a animarem-me o mais possivel e até a transportarem-me para o jantar da empresa mesmo depois de ter vomitado dentro do carro de um deles :-)

Quando já nada me servia e eu comia como se não houvesse amanhã, eles sempre me disseram que a minha linha estava muito bem (salvo o Nobita, que fazia questão de dizer que eu parecia uma tenda!!! RUIM!)

Quando eu ia às consultas, ligavam-me sempre antes, durante ou depois, ansiosos para saber como tinha corrido.

Quando me apeteciam porcarias ao almoço, todos eles engordavam comigo numa cruzada louca pelo macdonald's!

Quando deixei de poder comer açucar, todos eles foram solidários e me ajudaram a controlar as carências e os desejos.

Quando já não andava e passei a rebolar-me, havia sempre quem me levasse a mala, os sacos, o tabuleiro ou o PC. São realmente Amigos.

 

A minha gravidez vai ser para sempre um dos períodos mais felizes da minha vida, porque foi vivido em pleno e partilhado com tantas pessoas fantásticas... que tornaram esta fase ainda mais bonita e especial só por terem estado ao meu lado.

 

Em jeito de despedida desta gravidez (a minha primeira e muito provavelmente a única) deixo um beijo especial a todos os amigos, colegas e familiares que me apoiaram no decorrer desta odisseia... e convido-os a entrar na minha (cada vez mais) próxima aventura: a maternidade!!!

 

Liberto-me do individuo que era... e abraço esta sensação maravilhosa de pertença.

Acrescento ao papel de mulher, amante e amiga o de mãe. A ele vou dedicar-me de corpo e alma.

Estou a construir a minha familia com amor e dedicação. A família que sempre desejei desde que me lembro de conseguir sonhar.

 

 

Anda, Sara... nasce depressa para seres feliz connosco!

 

PS - A esta hora vai começar o prolongamento do Sporting -Porto... será que este vai ser o fim-de-semana perfeito? a ver vamos... :-)

 

 PS2 - o Porto ganhou... a Sara vai nascer pá semana ... e vai ser o meu SLB a dar-me alegrias :-)

Segunda-feira, 19 de Maio de 2008

Partilhar, partilhar, partilhar!

Estar grávida é de facto uma dádiva muito grande que a vida nos dá. O privilégio de podermos tansportar uma vida dentro de nós, de criarmos um laço de sangue e amor tão intenso com alguém que ainda nem conhecemos é um sentimento único e inexplicável.

 

Mas mais fantástico que estar grávida é ter outras amigas que também estão grávidas e podem partilhar as suas experiências connosco, vive-las em simultaneo... e sobretudo estar solidárias a 100% com o nosso sofrimento (porque para algumas de nós, infelizmente, o sofrimento também está aliado a este estado de Graça...)

 

Assim, é com muito gosto que anuncio mais três grávidas que se juntaram ao rol das enjoadas, vomitonas e salivadoras... :-)

 

A primeira é a minha querida colega Patrícia. Mulher de armas de terras de Famalicão, já há uns meses que me perguntava em jeito de brincadeira enquanto me ia contando como ia a gravidez da colega Claudia Martins e da sua antiga gravidez , quando é que seria a minha vez de ter um filho. Eu bem dizia que havia tempo, que não fazia mal nenhum gozar um bocadinho mais da companhia exclusiva do marido... mas a verdade é que as histórias da gravidez, das alegrias que os filhos lhes davam mexiam comigo... deixavam-me curiosa...e ansiosa até. Eu também queria experimentar esse sentimento maternal. vive-lo intensamente. Quando? Não sabia...

 

Foi a primeira pessoa em Famalicão a saber da notícia... e retribuiu a alegria quando comunicou que também ela estava grávida!!

 

A nossa Patrícia anda enjoada (mais uma) e algo preocupada com uns resultados das primeiras analises que fez. Não desesperes Patrícia! Com calma e tranquilidade (Já dizia o Paulo Bento) tudo se consegue levar a bom Porto... e olha que o homem tinha razão! Tanto é que acabou por levar a Taça de Portugal para casa :-)

 

Outra amiga que também se juntou ao clube das barrigudas foi a Belinha.

Mas a história dela é engraçada!!!

Assim que soube que eu estava grávida fez questão de me enviar um e-mail a dar os parabéns e a gozar comigo e com o Tozé por lhes passarmos sempre à frente nestas coisas de casal: andaram eles a preparar um casamento com tanto cuidadinho durante tanto tempo para chegarmos nós em 3 dias e casarmos que nem uns doidos :-)

E agora, estavam eles com tanto plano para trazer uma criança a este mundo, e vai daí nós engravidámos primeiro!

 

Só que o que a Belinha não sabia era que já estava grávida quando me escreveu esse mesmo e-mail!

Liguei-lhe logo mal soube da novidade a dizer: "Sua invejosa!!!! Assim que me viste grávida foste logo fazer o sexo com o teu marido!!!!"

 

A Belinha bem que podia ser eleita a Miss Sofredora deste grupo.

Super enjoada! Mega vomitona! E isto de manhã à noite (coitadinha...)

Ao menos eu não vomitava todos os dias ...ufa!

No primeiro telefonema depois de sabermos que estávamos grávidas ficámos montes de tempo a carpir as mágoas ao telefone.

Não há nada como alguém que está na nossa pele para se solidarizar com o nosso sofrimento!!!

Chegámos à conclusão que nos deveriamos estar a sentir tão mal como os pacientes de cancro que fazem sessões de radio e quimioterapia... (acreditem... sentimo-nos mal a esse ponto...)

O Marco (marido da Belinha) custou a entender estes sintomas avassaladores... as nauseas constantes, a falta de energia... ele achava literalmente que "Gravidez não é doença". Ó Marco...não é, mas olha que anda BUÉ lá perto...!!!!

Mas não há nada como outro marido na mesma situação para lhe dizer que de facto vai ter de ser mais paciente e cooperante. O que vale é que estes Sportinguistas que fomos arranjar até gostam de nós :-)

 

Finalmente, a grávida mais recente... a Claudia do Directivo. A mais junior de todas nós mas que também partilha um sintoma horrível comigo: o excesso de saliva!

Dizia-me ela que uma amiga médica lhe disse que as ciganas é que costumavam cuspir muito durante a gravidez.

Claudia, amiga... agarra na trouxa e vem comigo montar a tenda na feira! Que da maneira como nós salivamos, este fim-de-semana batemos recordes de vendas de DVDs Piratas na feira de Massamá!

 

Já nos estou a ver: AAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH (cuspo) FREGUESSSSSSSSSSSSSSSSSSSAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA (Cuspo)!!!!!!

É SÓ UM ÊRUUUUUU FREGUESSSSSSSSSAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!! (Cuspo)

 

Cada uma com a sua técnica cá vamos convivendo com este sintoma horrivel... tudo isso não conta nada se virmos as caras de felicidade dos nossos maridos enquanto conversam uns com os outros. Também eles com as suas experiencias e sentimentos desta nova fase da nossa vida.

 

A todas as novas grávidas, parabéns! espero que estejam tão felizes como eu. Que a vossa família seja tão unida e dedicada como a minha. Que os vossos amigos vos apoiem e animem como os meus.

E se não for esse o caso, escrevam, liguem, apareçam! Que não me falta força nem alegria nem vontade para ajudar as minhas amigas!

 

A todas as amigas que ainda não passaram por esta experiência, espero que a vossa altura chegue quando estiverem preparadas e em harmonia na vossa vida pessoal e profissional. E que possam disfrutar da gravidez em pleno. Que tenham filhos saudáveis e bem dispostos e que possamos todas encontrarmo-nos mais tarde para partilhar as alegrias que eles nos vão dar.

 

Rafa, querida cunhada... este meu desejo é dedicado em especial a ti. Já és uma tia 5 estrelas, mas  vais ser com certeza uma mãe fora de série. Sei que no teu coração e na tua alma já o és ... e espero que vivas comigo a minha gravidez como se fosse também tua. Porque mais tarde também vou querer fazer o mesmo por ti.

 

Até ao próximo post! 

 

 

 

 

 

Quinta-feira, 24 de Abril de 2008

O Famoso...o inimaginável...ORNITORRINCO!

Eis que é chegada a hora de contar a história do Ornitorrinco!!!!

No dia em que fiz a Ecografia das 8 semanas estava tão contente que quis partilhar a minha alegria com o resto da família. E vai daí, toca a enviar mms's para a malta com uma fotografia do meu feijãozinho -  todo relax de perfil na sua bela Ecografia!

Entre muitas respostas com o já típico (mas sempre, sempre agradável): "Ah, que lindo!! Parabéns!", recebo um telefonema da minha cunhada Alexandra com as últimas reacções à foto da criança.

 

E reza a história:

 (Ó Alexandra, se isto tiver ficção à mistura, já sabes que não sou eu...é o Alemão...o Alzheimer!!):

 

 

Alex - "olha, estou práki farta de rir à conta do Alexandre! Quando recebi a mensagem mostrei-lha e perguntei: sabes o que é isto?"

 

Eu - "E ele?"

 

Alex - "Olhou para a fotografia com atenção e disse: Sei...é um Ornitorrinco!"

 

 

Já podem imaginar as gargalhadas!!! O meu sobrinho olhou para a Ecografia e viu nada mais nada menos que um ORNITORRINCO!!

 

A saber :

 

O ornitorrinco é carnívoro e alimenta-se de insectos, vermes e crustáceos de água doce, tendo o corpo adaptado para uma vida aquática ou terrestre. Apesar de ser um mamífero, o ornitorrinco, em vez de dar à luz às suas crias, põe ovos que são parcialmente chocados no interior do corpo. Possui ferrões em suas patas e quando acuado os utiliza causando uma dor insuportável. Outra diferença importante em relação aos mamíferos placentários é que as fêmeas deste animal não têm mamilos e as crias sugam o leite materno através dos poros existentes em meio a pelagem da barriga. Quando as crias dos ornitorrincos estão dentro de um ovo, possuem um dente na ponta do bico chamado dente do ovo. Este destina-se a perfurar a casca do ovo. Pouco tempo depois do nascimento este dente cai.

 

(tchhhh... este blog tá cada vez mais interessante!! É só cultura!!! E qual é a grávida que não quer saber o que é um ornitorrinco? A avaliar pelo meu sobrinho, esta informação faz sempre falta :-)) E para ficar mesmo meeeeeeeeeesmo completo vou tentar adicionar uma foto do famoso bicho.

 

 

 

 

 

 

 

 

Finda a gargalhada ela continuou (é verdade...ainda havia mais!):

 

 

Alex - "Eu disse-lhe: Não é nada, filho! Então não vês que é o bébé da Mara e do Tio Tó?"

 

Ela conta que ele ficou muito intrigado a olhar para a foto e pasado um bocado rematou: "A Mara vai ter um bébé preto????"

 

E com esta me matou!!! lol

 

Por acaso eu e o Tozé até lhe chamamos "O pretinho"....já que o pai é um angolano orgulhoso da sua ascendência e faz questão de dizer que é PRETO!

(eu cá costumo dizer que a seguir ao Michael Jackson versão 2008, vem o meu marido como o preto mais branco à face da Terra...mas pronto :-))

 

Meu querido sobrinho...aqui fica a verdade: Já dizia a música do cantor anteriormente mencionado "it doesn't matter if it's black or white".

 

Eu só desejo e espero que não nasça... ornitorrinco!! Seria muito dificil matriculá-lo num infantário...não vos parece?

 

 

Beijos e abraços! Vão dando notícias!

Eu cá vou andando semi-enjoada mas cada vez mais consciente da minha gravidez!

 

 ;-)

 

PS - falta dizer que uns dias após o primeiro contacto com a ecografia voltei a mostrar a foto ao miúdo e ele reafirmou: "Desculpa lá, mas isto continua a parecer-me um ornitorrinco..."

Vou mencionar a preocupação dele ao médico na proxima consulta...nunca se sabe!

 

 

 

Quinta-feira, 17 de Abril de 2008

Minha família, minha alegria!

Até há bem pouco tempo a minha vida não era assim tão preenchida. E eu sei que não era nem de longe nem de perto tão feliz.

 

Tinha a minha grande arma: a minha independência! Era livre de decidir onde ir e quando chegar. Pagava sozinha todas as minhas contas e fazia por não ter dívidas. Tinha meia dúzia de bons amigos e rodeava-me deles sempre que podia.

 

A minha família desfez-se cedo e as personalidades fortes de cada um ditaram o nosso afastamento. O orgulho, a mágoa e um pouco de ignorância à mistura fizeram com que não se conseguissem preservar laços de sangue (que sempre achei que seriam tão importantes na minha vida).

 

Não interessa... aprendi a viver de novo. Sozinha.

 

Primeiro o meu irmão juntou-se com uma miúda que vimos crescer ao nosso lado e que toda a minha vida esteve ali perto de nós, mas sem termos contruído uma amizade forte (talvez pelos anos que temos de diferença e que pesam tanto quando somos crianças). E eu ganhei uma irmã, a Sofia. Tenho uma imensa admiração por esta pessoa simples, genuína e franca que não esconde nada, que não tem duplos sentidos nas frases, que também sofreu e amargou com a sua própria família, mas que deu a volta por cima e soube agarrar os seus sonhos e a sua felicidade.

E com esta amizade e este carinho que foram crescendo, também o meu irmão se tornou novamente meu irmão de sangue.

E hoje vemo-nos com frequência, sentamo-nos a conversar como duas pessoas civilizadas e já nos entendemos para lá das palavras.

 

Nunca vou esquecer o momento em que disse ao meu irmão que estava grávida e ele me abraçou, quase a chorar de tão feliz que estava por mim.

 

 

Com a minha noção de família um pouco "coxa" eu andava à procura da minha própria família. Da minha identidade num grupo de pessoas que se amam para além de todos os defeitos e feitios que são inevitavelmente nossos e que nos tornam únicos e especiais.

 

Custou... a pessoa que eu escolhi demorou a escolher-me a mim. Mas se eu nasci e cresci no meio dos problemas de uma família instável, quem era eu para negar esta luta? Para provar ao meu amor e ao mundo o meu valor como ser humano?

E acho que ganhei. Hoje tenho um Marido com M Maiúsculo. E com ele ganhei uma familia Grande... nas pessoas e nos corações.

 

Gosto de todos... mãe, pai, irmãs, sobrinhos, tias, tios, primos... não há ninguém que eu não adore. Se não me achassem maluca, abraçava-os a todos muito muito quando os visse :-)

 

PS - eu sou mesmo maluca, mas evitem divulgar :-)

 

Tudo isto para dizer que hoje eu sinto-me uma mulher realizada pessoalmente. Tenho uma família que me proteje e que ama. Tenho amigos (muitos e bons) que me acompanham e me ajudam a ultrapassar os momentos menos bons com as melhores piadas! Tenho um Marido que muito amo e até tenho um sobrinho e uma sobrinha que são o meu orgulho! Lindos, inteligentes, alegres e SOBRETUDO...felizes!

 

Pena é que um acha que eu vou parir um ornitorrinco preto e a outra em vez de dizer TIA diz: pato, gato, sapato e o diabo a quatro...TIA é que não!!!

Eu prometo que conto a história do ornitorrinco num próximo post...é imperdível!

 

Tenho a minha família. É uma família complicada mas que adoro... e sei que o próximo elemento da nossa família vai ser com certeza amado e desejado por todos...e vai com certeza, também ele(a) ser muito feliz!

 

Um beijo para todos.

 

.Mais sobre mim

.Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.Posts recentes

. Momentos

. EUROMILHÕES! EUROMILHÕES!

. A Esquina Anti-Vicentes

. AI, O NATAL, O NATAL...

. Minha filha, meu tesouro

.Arquivos

. Julho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.tags

. todas as tags

.Favoritos

. Minha filha, meu tesouro

. AI, O NATAL, O NATAL...

.Links

.subscrever feeds